Em breve Elementais 2.0 em um blog pertinho de você!

27/02/2009 às 6:41 AM | Publicado em Informativo, Papo com o Leitor | 4 Comentários
Tags: , , , , ,

Faz um tempo que não atualizo o blog, né? Eu sabia desde o início que chegaria uma hora em que eu “esfriaria” nas atualizações ou mesmo desistiria delas, mas não achei que essa hora chegaria tão rápido!

 

Gostaria de dizer que eu estou revendo toda a minha história Elementais e fazendo pequenos ajustes. Logo virá o que seria tipo uma versão 2.0, mas não se preocupem, a história é a mesma, só mudam certos detalhes. A começar, os nomes que antes não estavam escritos da forma certa ou que não soavam verdadeiramente japoneses (Rikku, Rumiku, Reihu) foram consertados. Vale lembrar que as mudanças de alguns nomes às vezes não são tão sutis, então vou fazer uma lista indicando qual nome virou o quê para facilitar. Outro detalhe, já reclamado antes por outras pessoas, são as aspas. O motivo por eu escrever em aspas é porque eu costumava escrever histórias em inglês antes mesmo do português e, talvez vocês não saibam, mas nos Estados Unidos eles usam aspas para os diálogos e não travessões. Então agora será tudo travessões, viva!

 

Falando um pouco da minha vida pessoal, semana que vem eu começo a faculdade de Psicologia. Haha, todo psicólogo é meio maluco, não é? Pois é, esse sou eu, mais um maluco. Capaz de ajudar aos outros, mas não a si mesmo, hahaha. Sou um bom ouvinte caso queiram saber. Quer desabafar? Me chame.

 

Só isso! São cinco e meia da matina e vir aqui atualizar essa joça pra vocês será meu último dever do dia! Sintam-se importantes! Hehe.

 

Bom, falou, gentem! Peace to you all!

 

Anúncios

Maximum Ride

10/02/2009 às 3:33 PM | Publicado em Livros | 4 Comentários
Tags: , , ,

Livros Maximum Ride

Maximum Ride é uma série de livros escrita por James Patterson que alcançou o primeiro lugar dos best-sellers do New York Times. Trata-se de um livro de aventura que mostra os desafios enfrentados por um grupo de jovens alterados geneticamente que possuem asas, sendo 98% humanos e 2% aves. Perseguidos por criaturas híbridas de humanos com lobos chamados Erasers, o grupo, denominado “Flock” (“bando” em inglês) se depara com inúmeras situações misteriosas e perigosas, acabando até por ter a missão de salvar o mundo (pra variar).

 

Estou com os quatro livros já lançados até agora nos Estados Unidos em mãos, prestes a começar a ler. Pedi que minha irmã trouxesse para mim quando voltasse dos States, pois não acho que tenha sido lançado aqui ainda. Porque aqui é assim né: Só vem pra cá se for modinha. É Harry Potter, Crepúsculo, etc. Mas acho que Maximum Ride tem potencial pra virar modinha logo logo, ainda mais porque vem um filme dele aí.

 

Tem também o primeiro volume do mangá americano lançado mês passado, o que prova que a série está mesmo fazendo sucesso nos EUA.

 

Aguardem reviews meus!

Nomes Japoneses

04/02/2009 às 6:48 AM | Publicado em Informativo, Japão | 161 Comentários
Tags: , ,

Onamae wa?

Olá a todos!

 

Bem, ultimamente eu estive reparando (tá, na verdade já reparo há um bom tempo) que, muitas pessoas, quando escrevem histórias envolvendo personagens japoneses, acabam criando nomes muito… estranhos para dar a eles. Tudo bem que eu mesmo possuo uma história com nomes estranhos, mas, como explicado na seção Curiosidades, isso é para respeitar os criadores desses personagens. No entanto, logo isso será alterado.

 

Voltando ao assunto principal, eu resolvi criar uma pequena lista com nomes e sobrenomes japoneses para ajudar as pessoas a dar um toque mais realista a suas histórias. Escolha os nomes e sobrenomes que mais te agradarem para dar a um personagem.

 

Vamos lá:

 

SOBRENOMES

 

Yamamoto ( = yama = montanha; = moto = base; base da montanha)

Ishikawa ( = ishi = pedra; = kawa = rio; rio de pedras)

Koga ( = ko = velho; = ga = alegria; velha alegria)

Kaneda ( = kane = ouro; = da = arrozal; arrozal de ouro)

Nagano ( = naga = eterno; = no = campo; campo eterno)

Ootsuka ( = oo = grande; = tsuka = montículo; grande montículo)

Hamaguchi ( = hama = praia; = guchi = entrada; entrada da praia)

Morioka ( = mori = floresta; = oka = colina; colina da floresta)

Ueki ( = ue = plantar; = ki = árvore; árvore plantada)

Tachibana ( = tachi = erguer-se; = bana = flor; flor erguida)

Shibasaki ( = shiba = graveto; = saki = península; península de gravetos)

Tsuchihashi ( = tsuchi = terra; = hashi = ponte; ponte de terra)

Kuribayashi ( = kuri = noz; = bayashi = bosque; bosque de nozes)

Munakata ( = muna = seita; = kata = imagem; imagem de uma seita)

Edamatsu ( = eda = galho; = matsu = pinheiro; pinheiro de galhos)

Yumisashi ( = yumi = arco; = sashi = apontar; apontar com o arco)

Kumazawa ( = kuma = urso; = zawa = pântano; pântano de ursos)

Nobuhara ( = nobu = estender; = hara = planície; planície estendida)

Oho ( = o = em; = ho = preservar; preservando)

Kamiouji ( = kami = deus; = ou = resposta; = ji = templo; templo da resposta divina)

 

NOMES DE MENINOS

 

Yasunori, Yasuharu, Yasuhiko, Yasuhiro, Masaaki, Masao, Masakazu, Masaki, Masashi, Masanori, Hajime, Hayao, Hayato, Haruyoshi, Naoki, Naoto, Nagayoshi, Takao, Takashi, Takeshi, Takanori, Takaya, Takuya, Daisuke, Daiki, Satoshi, Satoru, Kazuki, Kazuaki, Kazuo, Kazushi, Katsuo, Katsuya, Akio, Akinori, Akihiko, Kimio, Kisuke, Kiyoshi, Kiyomitsu, Kin’ya, Tsukasa, Tsutomu, Tsuneo, Tsuneyoshi, Muneyoshi, Souichi, Soushi, Sousuke, Soutarou, Osamu, Osaki, Osahiro.

Para mais nomes de meninos, clique AQUI.

NOMES DE MENINAS

Maiko, Maki, Makiko, Masae, Mari, Mariko, Michiko, Michie, Mika, Miho, Megumi, Naoko, Nana, Nanako, Naomi, Nami, Taeko, Takako, Tomoko, Tomoe, Tomoyo, Kaori, Kazue, Kazuko, Kana, Kanako, Kanami, Haruko, Haruka, Harumi, Hayami, Hana, Hitomi, Ai, Aiko, Ao, Akane, Akari, Aki, Akiko, Akemi, Asaki, Asami, Asuka, Asumi, Atsuko, Ayaka, Chiaki, Chie, Chisa, Chikako, Chihiro, Sachiko, Sadako, Sayaka, Saori, Sanae, Junko, Yui, Yuka, Yuuko, Yuki, Yumi, Rie, Risa, Rika.

Para mais nomes de meninas, clique AQUI.

 

NOMES UNISSEX

 

Kazumi, Makoto, Akira, Nozomi, Kei, Haru, Mitsuru, Yuu, Sora, Hikaru, Masami, Kaoru, Tsubasa, Tamaki.

 

——————————

 

Bem, repararam que, nos sobrenomes, eu dei alguns bem comuns e alguns meio incomuns? Isso é para dar uma variada, para dar um pouco mais de originalidade aos nomes de seus personagens.

 

É possível que, com o tempo, eu vá atualizando essa lista, então, dêem sempre uma olhadinha nela!

 

Espero que isso tenha dado algumas boas idéias para nomes. Até mais!

Compositores de Games e Animes

02/02/2009 às 12:06 AM | Publicado em Papo com o Leitor | 5 Comentários
Tags: , , ,
Yuki Kajiura

Yuki Kajiura

Eu escuto muita, mas muita música de trilhas sonoras de games e animes enquanto estou usando o computador para alguma coisa. Mas uso, principalmente, na hora de escrever minhas histórias, para que eu possa entrar no clima da cena baseado no ritmo que está sendo tocado.

Falaremos agora sobre os compositores de trilhas de animes e jogos, seus estilos e quais os seus principais trabalhos. Está curioso para saber quem compôs as músicas de tal anime ou jogo? Bem, talvez você o encontre aqui!

 

Vamos à lista, em ordem alfabética:

 

KAORU WADA

 

Na minha opinião, Kaoru Wada compõe trilhas bastante simples, onde não são usados muitos instrumentos, mas sintetizadores ou outros aparelhos que criam sons. De todos dessa lista, devo dizer que ele é o que menos gosto, apesar de ter trabalhado em animações famosas.

 

Principais trabalhos: D.Gray-man, Inuyasha, Samurai 7, Silent Möbius, To Heart.

 

KEI WAKAKUSA

 

Suas trilhas são muito interessantes. Usa muito o piano, violão, sintetizador e até certos instrumentos tradicionais japoneses. Trabalhou só em animes, pelo que sei, mas acho que seu estilo combina perfeitamente com jogos de RPG também.

 

Principais trabalhos: Hikaru no Go, Kemonozume, Outlanders.

 

MASASHI HAMAUZU

 

Em questão de preferência, Masashi Hamauzu e Kaoru Wada disputam o título de pior melhor compositor para mim. Mas, Masashi Hamauzu consegue ser melhor. Com trilhas simples, que dão um toque nostálgico, fantasioso e clássico a uma produção, ele se destaca para fazer músicas para RPGs com estilo onírico. Usa muito o sintetizador, em colaboração com Ryo Yamazaki, e o piano. Uma curiosidade sobre Hamauzu é que ele é filho de pai alemão, que era cantor de ópera, e mãe japonesa, que era pianista (e com quem aprendeu a tocar piano), tendo nascido e crescido em Munique e mais tarde se mudado para Osaka. Toda a trilha de Saga Frontier 2, por exemplo, é nomeada em alemão.

 

Principais trabalhos: Front Mission: Gun Hazard, Final Fantasy X, SaGa Frontier 2, Unlimited Saga, Dirge of Cerberus: Final Fantasy VII, Final Fantasy XIII.

 

MOTOI SAKURABA

 

E continuando nossa sessão sobre compositores que usam muito o sintetizador, temos Motoi Sakuraba. Para descrever melhor o estilo de Sakuraba, pedimos ajuda à Wikipédia que nos dá a melhor palavra para isso: barroco. Sim, ele possui um estilo clássico, mas ainda o mistura com batidas modernas do chamado rock progressivo. No geral, ele é muito versátil e gosto muito das trilhas dele.

 

Principais trabalhos: Tales of Phantasia, Tales of Destiny, Tales of Destiny 2, Tales of Symphonia, Tales of the Abyss, Tales of Vesperia, Tales of Hearts, Golden Sun, Golden Sun: The Lost Age, Star Ocean’s, Valyrie Profile’s.

 

NOBUO UEMATSU

 

Chegamos ao mestre! Ele, que trabalhou na trilha da série de RPGs mais famosa de todos os tempos, não poderia faltar aqui. Uematsu possui um estilo variado demais para simplesmente falar: “é isso!”. Para citar alguns estilos, temos: sinfonia clássica, rock sinfônico, eletrônico, jazz, orquestral. E se estende muito mais. Ele faz parte de um conjunto de músicos chamado “The Black Mages” (uma referência aos “black mages” da série Final Fantasy), que faz tours tocando músicas de Final Fantasy.

 

Principais trabalhos: Praticamente todos os Final Fantasie’s, Lost Odyssey, Blue Dragon, Blue Dragon Plus, Blue Dragon 2.

 

SHIRO SAGISU

 

O que dizer dele? Simplesmente que está compondo músicas para um dos animes-febre do momento: Bleach. Pessoalmente, o acho extremamente versátil e capaz de se adaptar às novas situações de uma produção com grande facilidade. Quando o arco dos Arrancars começou em Bleach, por exemplo, foi incrível como ele mudou de um estilo meio rock psicodélico para algo influenciado por músicas hispânicas. É compositor há bastante tempo, um veterano.

 

Prinicipais trabalhos: Bleach, Neon Genesis Evangelion, Skull Man, Casshern (live-action).

 

SHOJI MEGURO

 

Esse eu conheço há pouco tempo, mas já sou um grande fã dele! Funcionário da Atlus, ele compôs a trilha para a maioria dos jogos da série Megami Tensei, da qual eu já falei antes. Suas músicas fazem um bem danado para os jogos MegaTen, porque dá uma identidade única a eles. Como poderia explicar? Os jogos MegaTen, como falei, geralmente acontecem no mundo moderno, mas misturando entidades como demônios, anjos e deidades de outros mitos. Com sua música que usa muito guitarra e rock, Meguro consegue tornar “atuais” esses seres arcaicos. Está lá você, em uma batalha contra um anjo caído, um ser tipicamente mitológico, enquanto o tema de batalha toca, sendo, pasmem, um rock muito maneiro! Em vez de ser uma música a la coral que só reforçaria, inutilmente, a imagem bíblica clichê do anjo.

 

Principais trabalhos: Shin Megami Tensei III: Nocturne, Digital Devil Saga: Avatar Tuner I e II, Persona 3 e 4.

 

TOSHIO MASUDA

 

Aê, chegamos onde vocês queriam, criançada! O “TôcheiodeNaruto” Masuda. E devia estar cheio mesmo, porque agora quem trabalha com Naruto Shippuuden é o Yasuharu Takanashi, mas vamos deixar ele para uma outra ocasião… Bem, na verdade, as músicas do Masuda são muito boas, não posso discordar apesar de estar de saco cheio de Naruto. Ele fazia as trilhas para o Naruto original, antes do Shippuuden, que agora está com uma trilha mais séria, deprê até. Masuda usa de tudo, desde o rock até instrumentos clássicos japoneses, fazendo uma mistura de sons bastante original, como todos os que assistiram Naruto puderam perceber.

 

Principais trabalhos: Ai Yori Aoshi, Excel Saga, Ghost Hunt, Mushishi, Naruto.

 

YASUNORI MITSUDA

 

Sim, sim, sim, ele! Ele que me fez ter interesse por músicas de games, por saber QUEM é que estava por trás das músicas das produções que eu tanto gostava! De Xenogears a Chrono Cross, todos os trabalhos dele me impressionam e eu faço questão de baixar as trilhas inteiras. Seus estilos são, segundo a Wikipédia, “celta” e “jazz”, mas, é impossível rotulá-lo apenas com isso porque seu estilo varia muito, indo desde um estilo caribenho até indiano, de acordo com as demandas da produção.

 

Principais trabalhos: Chrono Trigger, Xenogears, Chrono Cross, Shadow Hearts I e II, Legaia 2, Xenosaga.

 

YOKO SHIMOMURA

 

Poxa, muito legais os trabalhos dela, hein? E também trabalhou com jogos com estilos completamente opostos, como Kingdom Hearts e Parasite Eve. Isso também mostra versatilidade, algo que exijo muito desses compositores. Assim como muitos dos aí de cima, ela também usa principalmente o sintetizador e o piano, com ritmos bem leves (mas quando resolve fazer algo mais pesado sai MUITO bom, como as músicas “Pain The Universe” e “Darkness Nova”, ambos de Legend of Mana) que se adaptam melhor a jogos de temática mais voltada a um público mais jovem.

 

Principais trabalhos: Street Fighter 2, Breath of Fire, Live a Live, Front Mission, Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars, Parasite Eve, Legend of Mana, Kingdom Hearts I e II.

 

YUKI KAJIURA

 

E é com honra que termino a minha humilde lista com ela! Ela que está na imagem de entrada deste post, ela que considero uma dos melhores, senão a melhor compositora de animes que já vi (ou melhor, escutei, hehe). Seu estilo é, geralmente, bastante moderno, com muitos instrumentos envolvidos, mas ela consegue, quando a produção pede, se estender para um estilo mais clássico, orquestral. Seus principais instrumentos para composição são o teclado e o piano, o qual usa muito para melodias mais tristes.

 

Principais trabalhos: Noir, .hack//SIGN, Mai-HiME, Mai-Otome, Tsubasa Chronicle, Elemental Gelade, Xenosaga II e III, Pandora Hearts (ainda está sendo produzido).

 

——————————

 

Bem! Com isso, terminamos a lista dos principais compositores que me vêm à mente agora! Talvez falemos de outros mais tarde, conforme eu for lembrando de mais e ouvindo novas trilhas. Espero que eu tenha matado a curiosidade de alguns sobre as músicas e compositores de seus anime e games favoritos.

 

Até mais!

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.