DVD e TCC

08/04/2009 às 1:08 AM | Publicado em Papo com o Leitor | 2 Comentários
Tags: , , ,

Nossa, que frustração…

 

A gente tenta fazer algo diferente, às vezes, só pra descobrir que o diferente pode trazer certos aborrecimentos.

 

Ao tentar gravar um DVD de um anime que achei bacaninha (aliás, procurem por um conjunto de trading card games, mangás, animes e até filme chamado Aquarian Age, é bem interessante) pra assistir na televisão, pra variar, mas… quem disse que eu consigo?

 

Baixo os 13 episódios em alta qualidade e formato “.mkv” e tento gravar como já fiz antes, só que agora resolvendo o problema da “tela da TV que corta as legendas”. Agora as legendas são o de menos porque… cadê o áudio?!

 

Converto pra outros formatos, gravo de novo, perco tempo, me estresso e o DVD continua sem áudio!!

 

Se alguém tiver uma boa solução, eu agradeceria se pudesse ajudar, hehe. Mas lembrem-se que eu sou leigo nessas coisas de separar arquivo de áudio, codecs e tudo o mais, então, tem que ser algo simples!

  

Psi

Aproveitando o espaço do post, venho dizer que, talvez, para que haja mais postagens, eu mude um pouco o estilo do blog. Eu vejo por aí muitos blogs onde as pessoas postam sobre o seu dia-a-dia e achei que poderia ser legal fazer o mesmo, porque pelo menos gera uma porção de assuntos que podem ser bacanas, não acham?

 

Tudo bem que minha vida sedentária não é tão emocionante (lol), mas alguma coisa sempre tem. Principalmente na faculdade de Psicologia, haha.

 

Hoje, por exemplo, a professora da primeira aula “Fundamentos Sócio-Antropológicos na Saúde”, vulgarmente abreviado por nós aluninhos como “Antropologia” ou “Fundamentos”, faltou e, enquanto nós esperávamos pela segunda aula, “Introdução à Psicologia”, estávamos em círculo com o intuito de estudar para as provas iminentes, mas, acabamos fazendo tipo um joguinho de “verdade ou conseqüência”, hehe, que, na verdade, ficou sendo apenas um jogo de perguntas e respostas. Girávamos a caneta no chão e um fazia uma pergunta para o outro.

 

Diferentemente do cruel “verdade ou conseqüência”, fazíamos apenas perguntas de curiosidade ou para nos conhecermos melhor, até porque passar desafios para pessoas mais velhas não seria legal (minha turma tem muita gente com mais de quarenta e cinqüenta anos, e alguns estavam no círculo).

 

Perguntas como: “Por que você escolheu fazer faculdade de Psicologia?”, “Qual é o seu sonho?”, “Do que você mais tem medo?”, “De que tipo de música você gosta?” apareceram com freqüência.

 

Eu cheguei a perguntar para uma colega minha: “O que você pensa sobre o futuro da humanidade?” e, depois da bela resposta dela, rebateram a mesma pergunta para mim. Eu realmente não esperava ser aplaudido depois de terminar!

 

No fim, foi muito bom, nos sentimos mais unidos e, no final do dia, estávamos falando com colegas com quem nem havíamos falado ainda, desde o primeiro dia de aula, que foi há mais de um mês atrás.

 

Depois da brincadeira, veio a ótima aula de “Introdução à Psicologia”, a preferida de todos, pelo que eu andei observando. A professora é mesmo ótima e as discussões e assuntos em sala durante a sua aula são sempre muito interessantes. É papo cabeça, mesmo! Lê-se: papo de maluco. Hehehe.

 

Já falei, todo psicólogo e aspirante a psicólogo é um pouquinho maluco, mas geralmente de um jeito bom. Percebo que essa chamada “maluquice” normalmente é uma visão mais aprofundada e curiosa sobre o mundo e do ser humano e, como a maioria das pessoas não olham as coisas tão a fundo, os psicólogos são chamados de malucos, mas, talvez, um pouco dessa maluquice é que falte nas “pessoas comuns” para que possamos resolver várias questões sociais hoje. Pois as pessoas são muito superficiais e preconceituosas. Gente, analisar as coisas para entendê-las, procurando manter uma posição de neutralidade sobre aquilo e também se auto-analisar é algo que todos deveriam fazer, não é coisa de maluco, não. Isso é em prol de si e dos outros.

 

Bom, eu poderia falar e falar aqui, mas, preciso terminar em algum momento. Até o próximo post e lembrem-se do meu probleminha com os DVDs, hein! Hehe.

2 Comentários »

RSS feed for comments on this post.

  1. To vendo que tu vai diversificar cada vez mais os seus posts. È uma boa idéia como você disse, e além do mais, mesmo se o blog é voltado para animes, mangás e Elementais, colocar outros assuntos, não tira nem um pouco a vontade de ler.

    Falando sobre seu problema em dvd, tu podia ter falado qual o programa que tu utiliza. Quase todos os animes que vejo, eu mesmo baixo em mp4 ou mkv e raramente em avi. Usa o “Convertxtodvd”, que tem no baixaki, que não tem erro. O problema é que só cabe 8 ou 9 episódios, e dependendo do arquivo pode haver uma leve perda de sincronia de alguns centésimos ou no máximo um segundo. Mas não deve atrapalhar já que ninguém ve anime olhando a imagem e sim a legenda. Mas fora isso, é uma boa opção pra gravar animes. Dá pra fazer os cortes de tela em todos os epis em menos de 5 segundos. Na tela 4:3, aconselho a colocar 30 30 22 22, ou aproximados. Claro, isso se você for usar o programa, que aliás, se não me engano não é de graça. Se você for um daqueles certinhos, que tá meio raro de se ver, use ele de forma limitada mesmo, mas se tu for a maioria, basta procurar um serial da vida por aí. Esse programa nunca deu defeito de aúdio e é bem fácil de mexer.

    Achei legal também falar sobre as viajadas aulas de Psicologia, até pro pessoal te conhecer melhor. E parece que teve vários pontos positivos nessas aulas. “O que espero do futuro da humanidade?” Que nós realmente tenhamos um futuro.😄
    Tu podia ter posto o que tu respondeu.

    Não adianta que todo mundo vai dizer que o mundo da Psicologia é coisa de louco, já que vocês não são “comuns”. É natural do ser humano sair rotulando algo que não conhece e que não seja comum para a maioria. Mas eu compreendo um pouco essa curiosidade, só não tenho coragem e até capacidade de entrar neste mundo um pouco mais à fundo.

    Um post bem diferente, mas bem legal.

  2. Caramba, Luiz! Pra ser sincero, não esperava que você pudesse me ajudar, achei que você fosse do tipo que não teria muita paciência pra gravar DVDs e preferisse assistir no computador, mesmo!

    Mas, pô, valeu pela dica, eu ouvi falar desse programa aí vagando por respostas na Internet. Mas nem precisei porque, depois que eu baixei um programa aqui, que vai ver veio com algum codec ou sei lá, eu consegui gravar COM áudio no OUTRO programa onde eu estava tendo problemas antes! Coisa doida… Mas pelo menos funcionou!

    A droga do overscan da televisão é que continua incomodando. Eu ajustei um pouco o vídeo pra caber bem na tela mas mesmo assim a legenda ficou um tiquinho cortada pros lados, mas dá pra ler na boa por que é só a metade da primeira e última letras. Da próxima vez, vou diminuir mais o vídeo.

    Quanto ao que eu respondi na aula, nem eu lembro direito, haha. Mas, foi no sentido de que nós já estamos numa época de buscar soluções para os problemas globais, então acho que a pior parte já até passou, então é hora de todos se conscientizarem ao máximo e trabalharem em união para porem em prática as soluções descobertas, e também educar as crianças para serem adultos respeitosos, responsáveis e conscientes de que o mundo não gira ao redor deles e que esse mesmo mundo pode desmoronar se não cuidarem dele (isso já falando das questões ambientais).

    Ah! Só pra deixar bem avisado: o blog vai passar a ter minhas experiências do dia-a-dia, mas não significa que posts sobre animes, mangás, livros e etc vão parar, não!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: