Termos de busca I

23/08/2009 às 2:59 PM | Publicado em Besteiras | Deixe um comentário
Tags: , , , , , ,

Haha. Peguei essa idéia de um blog. Achei interessante. É o seguinte:

O WordPress tem esse sisteminha que mostra ao dono do blog quais foram os termos mais pesquisados em ferramentas de busca (Google, por exemplo) para que as pessoas achassem o seu blog. Vou colocar aqui os termos de ontem (22/08/2009) e o número de procuras daquele termo.

Vamos lá? Hehe:

▪ deltora quest filme (3 buscas)
▪ hotaru no hikari letra (2 buscas)
▪ scandal shoujo s traduçao (2 buscas)
▪ nomes japoneses (2 buscas)
▪ xenogears travando no play 2 (2 buscas)
▪ hotaru no hikari tradução (2 buscas)
▪ scandal shoujo s tradução (2 buscas)
▪ letra da musica shoujo s (2 buscas)
▪ pratica analitica (1 busca)
▪ shoji meguro avatar tuner letra (1 busca)

Em outras palavras, meu blog ainda é acessado principalmente por causa das letras de Naruto e Bleach. Não que isso seja ruim, mas o verdadeiro intuito do blog são as minhas histórias (que por enquanto só tem uma, hehe).

Ao pessoal que está buscando o filme de Deltora Quest, digo que, por enquanto, ele não existe e possivelmente não existirá por algum tempo. A autora, Emily Rodda, quer uma proposta de filme que não altere a história do livro. Enquanto não receber tal proposta, a única adaptação de Deltora Quest para as telas, por enquanto, é o anime que tem mais de 60 episódios. A autora diz ter escolhido a proposta do estúdio japonês Oriental Light and Magic pois a dele foi a única proposta que prometeu não alterar nada do livro, e também porque Rodda diz que ela e seus filhos adoram animes.

Ao pessoal procurando por uma resposta do porquê do Xenogears estar travando no Playstation 2, infelizmente não tenho uma resposta. O meu, original e bem cuidado, também começou a travar em uma certa época. Fiquei muito chateado porque é meu RPG favorito. O jeito foi apelar para emuladores quando eu quisesse jogar.

Não sei nada de prática analítica ainda. Estou no segundo período da faculdade de Psicologia e, por enquanto, só estou na parte teórica.

Não entendi o “letra” do Avatar Tuner. Talvez esteja querendo dizer a letra do tema do jogo, “Danger” (versão americana) ou “Pray” (versão japonesa)? A “Danger” não é composta pelo Meguro-san, e nem a “Pray”, até onde sei. De qualquer forma, “Pray” pode ser encontrada no site Anime Lyrics. E “Danger”, aqui. Agora, se estiver falando da trilha sonora do jogo que é composta por Shoji Meguro, então pode ficar tranquilo que é uma das OSTs que eu ainda vou trazer. Como eu tenho o jogo original, ele vem com um CD com boa parte das músicas da trilha sonora, então mesmo que eu não encontre a OST toda, já dá pra pôr aqui dois terços dela, pelo menos.

E isso me lembra que eu ainda não zerei o Avatar Tuner. Talvez esteja na hora!

Anúncios

Livros e Adaptações

04/03/2009 às 8:33 PM | Publicado em Informativo, Livros | 2 Comentários
Tags: , , , , , , , ,

A grande maioria dos romancistas ou autores de quadrinhos em geral adoram a idéia de terem seus livros e HQs transformados em filme ou animação. Claro que há as ovelhas negras, como o Alan Moore, mas não vamos entrar nesses detalhes…

 

Falando especificamente de adaptação para anime, sabemos que é o sonho de todos os autores de mangá e não só os japoneses, mas pelo mundo todo. O que muitas pessoas não sabem, é que diversos livros também são adaptados para animes. No Japão, existem as chamadas “light novels”, que são romances com ilustrações estilo mangá e, deles, saíram muitas animes famosos.

 

Se eu te perguntasse: De onde foi adaptado o anime da Suzumiya Haruhi no Yuu’utsu, ou Full Metal Panic!, ou Slayers, ou Shakugan no Shana? Você responderia que foi de seus respectivos mangás, mas, não, eles eram “light novels” originalmente, sim, livros, com pouquíssimas ilustrações. O fato de existir o mangá de cada um desses é simplesmente para haver mais um veículo de divulgação da franquia. Até porque os animes, mesmo quando o mangá baseado em um romance é lançado antes da animação, são baseados no romance original, e não no mangá adaptado. Os mangás, nesse caso, é que costumam distorcer a história, da mesma forma como fazem os animes mal adaptados de uma obra que era originalmente mangá.

 

Agora, para todos os romancistas lendo isso, vamos falar do que nos interessa. Você sabia que é totalmente possível termos nossos livros adaptados para mangá ou anime também? Sabe por quê? Porque aconteceu e ainda acontece cada vez com mais freqüência com autores estrangeiros.

 

Já ouviu falar do livro “Deltora Quest”? É bem provável que você tenha ouvido falar do anime, pelo menos. E você sabia que Deltora Quest é um livro australiano? Ah, não? Bem, legal, né?

 

Já ouviu falar do livro “Bootleg”? Mas é bem provável que você tenha ouvido falar do mangá e anime “Chocolate Underground”, adaptado dele. E você sabia que Bootleg é um livro inglês? E que já teve adaptações antes pra série de televisão que já até passou aqui no Brasil, sobre uma cidade que proíbe o consumo de chocolate e dois garotos se unem para produzi-lo clandestinamente? Ah, não? Bem, maneiro, né?

 

Já ouviu falar do livro “A Saga de Darren Shan”? Mas talvez você tenha ouvido falar do mangá ou do filme que estreará nos cinemas do mundo todo em breve. E você sabia que A Saga de Darren Shan é um livro inglês também? Ah, não? Bem, interessante, né?

 

Já ouviu falar do livro “Meu Pé de Laranja Lima”? E que é um livro brasileiro que foi adaptado para um manhwa coreano? Ah, não? Bem, bacana, né?

 

Esses e outros exemplos que esqueci agora são provas de que não é impossível ganhar uma adaptação legal para o seu trabalho seja aqui ou lá fora contanto que haja empenho, trabalho sério e verdadeiro interesse. Acima de tudo, lembremos onde estamos no momento, ou seja, estamos escrevendo um livro ainda e, portanto, temos que nos concentrar nele, e não como seria uma possível adaptação se nem mesmo o livro aconteceu ainda. Sonhar é bom, é legal, é ótimo, mas, sonhemos e nos esforcemos também, acho que essa é a chave.

 

Força a todos!

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.