Criação de Personagens: Ficha

20/02/2010 às 2:49 AM | Publicado em Informativo, Livros | 17 Comentários
Tags: , , , , , , ,

Com dificuldades para sequer trabalhar o rascunho da concepção de um personagem? Bem, todos os autores têm que passar por aquela fase inicial da criação de um personagem que vai desde sua aparência física e personalidade até sua função (muitas vezes vital) numa história. No meio do caminho podemos cometer deslizes que comprometem a autenticidade de um personagem, como descrevê-lo de maneira contraditória à maneira que fizemos antes ou representá-lo de forma incompatível com sua personalidade e desejos. Por isso é importante conhecermos nossos personagens assim como conhecemos pessoas ao nosso redor, pela sua aparência, jeito que agem, falam, se comportam, suas metas, qualidades, defeitos etc.

Quando um bebê nasce, seus pais não sabem praticamente nada sobre ele, até porque o recém-nascido ainda precisa experimentar o mundo ao seu redor para ganhar uma identidade emocional e afetiva próprias. Seus pais só saberão se ele é quieto ou enérgico ao observarem seu comportamento. Só saberão se prefere vermelho ou azul quando ele lhes contar isso. E a criança adquire seus próprios gostos e aspirações de acordo com suas experiências e contatos com as menores coisas que podemos imaginar.

Um personagem, assim como um bebê que cresce e se torna um indivíduo único, também ganha suas características baseado no que ele viveu até o momento em que a história é contada. Ao criar um personagem que está sempre alegre sem dar um motivo para isso, você estará simplesmente jogando uma característica aleatória nele sem considerar o que fez ele ser uma pessoa alegre. É importante planejar toda a estrutura emocional de um personagem como se estivéssemos acompanhando o crescimento de um bebê.

Para facilitar esse trabalho, não é incomum escritores utilizarem as famosas “fichas de personagem”, nas quais eles guardam as informações básicas sobre cada um dos personagens mais importantes que aparecem numa história. Porém, muitas vezes de tão básicas, essas fichas costumam abrir espaço apenas para informações “jogadas”, como o exemplo do personagem alegre que dei acima. Elas possuem um espaço para você colocar que ele é alegre, mas não um que lhe permitar explicar por quê, quais experiências o fizeram ser assim.

Portanto, resolvi trazer duas fichas muito interessantes e muito mais completas do que as que se costuma ver por aí para que os interessados possam dar um quê muito mais detalhado e realista aos seus personagens na hora de criá-los.

A primeira é a ficha utilizada pelo autor Rick Riordan, da série de livros Percy Jackson e os Olimpianos, traduzida por mim. Há lacunas bastante interessantes para se completar a respeito do seu personagem, coisas que muitos de nós nem pensaram a respeito antes. Algumas são até difíceis de se preencher, o que prova que muitas vezes não conhecemos nossos personagens tanto quanto pensávamos.

Eis a ficha: AQUI.

A outra, também excelente, eu achei em um site americano que agora não me recordo bem qual, e também traduzida por mim. É tão detalhado que até cansa preencher tudo! Mas é vital para uma elaboração realista de personagem.

É só clicar: AQUI.

A última, na verdade, é uma daquela fichas mais básicas que estamos acostumados a ver, mas ela também é útil para visualizarmos mais rápido as informações mais superficiais de um personagem quando precisarmos. Essa ficha é do nosso considerado BK, ou José Roberto Pereira, que a usou em uma aula sobre publicação comercial e criação de histórias e personagens.

Link: AQUI.

E o conselho dele a respeito do nome do personagem é pra se levar bem a sério! Um nome é mais importante do que vocês podem imaginar. Um nome chutado, como ele diz aí, pode arruinar a credibilidade de um texto inteiro! Inúmeras vezes eu parei de ler uma história de alguém logo nas primeiras linhas porque o nome do protagonista, um japonês, era algo como “Mitsashi Kiyejo”. Um nome totalmente impossível no Japão. Por isso a pesquisa é de extrema importância também. Isso inclui nomes, costumes e ambiente (exemplo: não se coloca um “vilarejo próspero” no meio de um deserto árido e totalmente isolado do mundo se não há água em nenhum lugar por perto, solo bom para se cultivar alimentos e não há relações de importação ou exportação de outros lugares; um vilarejo assim nunca prosperaria, a não ser que você dê uma explicação bastante crível, provavelmente tendo que acrescentar algo de sobrenatural).

Bem, espero que isso seja de alguma ajuda a todos os autores que querem tornar seu trabalho mais autêntico! Pensar nos detalhes é essencial e pode fazer a diferença para os olhos de um leitor mais crítico!

Boa sorte!

Primeiro volume de “Elementais” completo!

18/06/2009 às 1:10 PM | Publicado em Informativo, Livros, Papo com o Leitor | 19 Comentários
Tags: , , , , , ,

Elementais - BFF

É com muita felicidade, orgulho e vontade de zerar logo o bendito Persona 3 pra começar o 4 que eu anuncio que o primeiro volume de Elementais, Yūai Tenshi Elementais Volume I: Das Blühen des Lichtes, está completo! Depois de muito reescrever e mudar um bocado de coisas, acho que essa versão ficou muito melhor. Está mais bem explicada, organizada e pára em um ponto melhor do que antes, sem introduzir tantos personagens de uma só vez. A história, portanto, ficou mais devagar, sem apressar muito as coisas, conforme o JRP aconselhou.

A questão agora é publicar. Vou enviar novamente para editoras (mais editoras), claro, mas também vou me preparar para uma possível publicação independente. É nesse ponto que eu começo a duvidar um pouco daquele provérbio que diz: “Começar é fácil, continuar fazendo é que é difícil.” Pô, começar tá difícil pra caramba! Hehehe.

Mas, paciência. Enquanto isso, vou consertando e melhorando algumas coisinhas no livro pra ficar o mais próximo possível da perfeição de acordo com o que for humanamente (e computadoramente: mexer com linha, tamanho de fonte e capa no Word me deixa exausto) possível para mim.

Até mais, me desejem sorte!

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.