Bloquinho: o seu melhor amigo!

09/01/2010 às 7:01 PM | Publicado em Informativo, Papo com o Leitor | 16 Comentários
Tags: , , , , , ,

Bloquinhos

Recentemente tenho experimentado uma nova forma de escrever ficção. É um recurso que pode parecer bobo, mas muitos bons autores por aí já fizeram e isso pode ajudar você, que se sente escravo do computador às vezes, a escrever seu livrinho com mais tranquilidade.

Bem, sabe quando você está, por exemplo, na escola e de repente começam a surgir idéias e você precisa que precisa anotá-las mesmo que superficialmente em algum lugar? Aí você escreve embaixo da revisão de Matemática, porque, afinal, ela não serve pra nada, você vai tirar 3,0 na prova, mesmo (haha, brincadeira). Só que, e se quando você estiver em casa, mesmo com o computador à disposição, você preferisse escrever em um bloquinho ou caderninho? Pode ser meio sem sentido, afinal o computador está ali e é muito mais fácil escrever e editar tudo nele, certo? Bem, para alguns, sim. Mas se você é como eu que só por estar sentado na frente do PC começa a bater aquela sensação de obrigação de ter de escrever algo e aí todas as idéias debandam da sua mente, pode ser que um instrumento de escrita que te dê mais liberdade seja a solução. Com um bloquinho e uma caneta ou lápis, há diversas vantagens:

1. É pequeno e você pode carregar para onde quiser. Para a rua, escola, ou qualquer lugar da casa que lhe proporcione mais conforto… até no banheiro! E você pode escrever em qualquer posição, sentado ou deitado em qualquer lugar mais agradável, em vez da cadeira do computador que limita seus movimentos e te deixa exausto.

2. É acessível e você pode pegá-lo para escrever a qualquer hora, mas o principal é poder deixar o computador desligado. Quando ligamos o computador, muitas vezes ficamos o dia todo só fazendo inutilidades nele, mas o bloquinho lhe faz pensar: “Hm, que tal eu deixar o computador desligado hoje, já que eu tenho o bloco? Aí aproveito para só trabalhar no meu texto.” O computador nos distrai demais, experimente não ligá-lo um ou dois dias na semana. Ligue-o só nos “dias de folga”.

3. Ele tira-lhe a sua sensação de obrigação. “Ah, estou no computador com o Word aberto, eu tenho que escrever duas páginas hoje, eu tenho que escrever maravilhosamente bem, eu tenho…” Todos sabemos muito bem que ninguém gosta de fazer nada obrigado, mesmo que seja justamente algo que gostamos de fazer. Com o bloco, você se sente mais livre, mais “eu sou o chefe”. No fim, você se sente muito melhor, as palavras fluem melhor e você acaba escrevendo mais do que o normal! Mas lembre-se de que é importante ter a disciplina para escrever um pouco todos os dias.

4. Você pode escrever sem ter de se preocupar muito com pequenos detalhes como palavras que não vêm à sua mente. Por exemplo, você está escrevendo e na hora H precisa de uma palavra que se encaixe ali. Mesmo que não lembre, você pode usar algo parecido (um sinônimo, talvez) e deixar uma marca para voltar lá depois quando for passar pro computador e trocar por algo melhor (ver Vantagem Número 5). O importante é colocar logo as idéias no papel, fazer a história avançar e escrever o que já tem claro na sua cabeça, em vez de ficar perdendo tempo pensando e procurando uma só palavra que pode te tomar vários minutos e te deixar impaciente e desmotivado para escrever o resto.

5. O bloquinho te força a ler mais uma vez, a revisar seu texto à medida que passa para o computador. Dessa forma, você melhora o que pode ser melhorado, retira o desnecessário e adiciona o que é preciso. Além, claro, de inserir as palavras mencionadas na Vantagem Número 4.

E como disse o Stephen King, um caderninho é o melhor processador de texto que existe!

Boa sorte!

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.